ACIP Passos

O que esperar da reforma do Pis/Confins?

Primeiramente, é válido lembrar que o PIS (Programa de Integração Social) e a COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social)...

Postado 08/08/2016

Primeiramente, é válido lembrar que o PIS (Programa de Integração Social) e a COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) recaem sobre a mesma base de cálculo e são de caráter social. Então, a unificação no pagamento de tributo é sempre muito bem-vinda, haja vista o exemplo do SIMPLES NACIONAL, em que as empresas, numa única guia de arrecadação (DAS), recolhem diferentes tributos que, posteriormente, são redirecionados para os órgãos públicos específicos.

Para o PIS, devemos entender que financia o capital do Banco Nacional de Desenvolvimento – BNDES e o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Já a COFINS financia a Seguridade Social – saúde, assistência social e previdência social.

Feito este introito, é importante salientar que o governo pretende, num primeiro momento, apresentar a reforma isolada como forma de “teste”, começando pelo PIS. E, segundo a Receita Federal, essa reforma gradual do PIS servirá como “período de avaliação das novas regras”, inclusive quanto à calibragem de alíquotas, evitando perdas e ganhos de arrecadação em relação à legislação atual, além de permitir outros ajustes que mostrem ser necessários ou convenientes.

De acordo com a Receita Federal, não há uma única e principal mudança, senão quatro principais aspectos a serem mudados/alterados: simplificação no recolhimento, neutralidade econômica, ajustamento de regimes diferenciados (reduzir ou eliminar incentivos a determinados setores) e isonomia no tratamento de pequenas empresas.

Isso caracteriza uma espécie de tributo sobre o valor agregado em que as empresas se creditam para abatimentos na compra de insumos e matéria prima.

Esta nova proposta pode ser vista como benéfica, desde que as alíquotas sejam coesas, principalmente pela diferenciação que poderá existir em setores de bens e serviços. Isso porque a proposta prevê um valor menor de alíquotas para setores como educação, saúde, tecnologia da informação, entre outros.

Para os setores de construção civil, hotelaria, agências de viagens e outros, as alíquotas serão intermediárias. Já para os setores farmacêuticos, de veículos e autopeças continuarão com regime diferenciado.

Hoje, o processo acontece da seguinte maneira: a cobrança é realizada de forma diferenciada para as empresas que operam no lucro real ou no lucro presumido, além daquelas que estão cadastradas no Programa do SIMPLES NACIONAL.

Para as empresas que operam pelo lucro real (indústrias, por exemplo) são deduzidas alíquotas de 1,65% do PIS e 7,6% da COFINS, totalizando 9,25%, e pelo sistema não-cumulativo, conseguem deduzir do tributo a pagar o que já foi pago pelos fornecedores, então, com reduções em custos, despesas e encargos.

Para as empresas que operam no lucro presumido (maioria das empresas de serviços, por exemplo) pagam alíquotas de 0,65% do PIS e 3% da COFINS, num total de 3,65% sobre a receita operacional bruta (faturamento) e no sistema cumulativo.

As empresas que estão cadastradas no SIMPLES NACIONAL arrecadam de forma única toda a carga tributária existente e com alíquotas reduzidas. Hoje, a alíquota para estas empresas é de 0,57% e permanecerá esse mesmo percentual sobre o faturamento bruto.

Para o novo sistema do PIS, o recolhimento será pelo regime não-cumulativo, o que possibilitará o crédito mais amplo de desconto, por exemplo, de produtos intangíveis. Ademais, para alguns bens adquiridos poderão se beneficiar com abatimento, por exemplo, no material de escritório adquirido por empresas de serviços.

E a adoção das regras sobre custos e despesas será a mesma utilizada para custos e despesas dedutíveis para fins de Imposto de Renda Pessoa Jurídica - IRPJ. Já as empresas do SIMPLES poderão gerar crédito para seus clientes, independente do regime tributário em que estiver sendo regida.

Há ainda regimes diferenciados de recolhimento para instituições financeiras, entidades sem fins lucrativos, empresas de fomento comercial, e também recolhimentos nos diferenciados nos casos de substituições tributárias, alíquotas reduzidas, alíquotas concentradas, ou seja, uma complexidade de normas a que os contribuintes devem estar atentos. Caso contrário, se tornarão inadimplentes junto ao Fisco por desconhecimento do emaranhado e calamitoso sistema tributário do PIS/COFINS.

Fonte: Administradores

Prefeitura autoriza reabertura do comércio
Prefeitura autoriza reabertura do comércio
O Decreto Municipal número 238, de 8 de abril de 2021, autoriza a reabertura do comércio em geral a partir da próxima segunda-feira (12), em Passos...
Governador Romeu Zema anuncia onda roxa em todo o estado
Governador Romeu Zema anuncia onda roxa em todo o estado
MAIS RESTRITIVA: Anunciada na última segunda-feira (15/03), medida visa conter a disseminação da Covid-19 e, a princípio, terá validade por 15 dias...
CAMPANHA NATAL 2020: ACIP entrega carro para ganhadora
CAMPANHA NATAL 2020: ACIP entrega carro para ganhadora
A ACIP entregou na tarde desta sexta-feira, 5, um Fiat Mobi zero quilômetro para a ganhadora da campanha 'Natal ACIP 2020. O Natal da Esperança!'...
Comércio de Passos funcionará normalmente no Carnaval
Comércio de Passos funcionará normalmente no Carnaval
FERIADO DE "CARNAVAL" ESTÁ SUSPENSO! E o comércio de Passos abrirá normalmente nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro...
Decreto: PMP autoriza reabertura do comércio em Passos
Decreto: PMP autoriza reabertura do comércio em Passos
Em novo decreto, Passos permanece na Onda Vermelha do 'Minas Consciente' relativa aos fatores das atividades econômicas liberadas para o funcionamen
Minas Consciente: comércio, eventos e hotéis são liberados na onda vermelha
Minas Consciente: comércio, eventos e hotéis são liberados na onda vermelha
Fase mais rígida é flexibilizada na 3ª versão do programa, que rege as atividades econômicas em Minas Gerais durante a pandemia; mas haverá restrições
Moradora de Cássia ganha carro no sorteio da ACIP
Moradora de Cássia ganha carro no sorteio da ACIP
Soraya Castaldi Arantes, moradora de Cássia, foi a feliz ganhadora da campanha 'Natal ACIP 2020. O Natal da Esperança!', promovida pela ACIP...
Natal ACIP 2020: Sorteio do carro será dia 14
Natal ACIP 2020: Sorteio do carro será dia 14
A ACIP realiza na próxima quinta-feira, 14, o grande sorteio da campanha 'Natal ACIP 2020. O Natal da Esperança!'. O evento está marcado para às 14h
Renato Mohallem é homenageado pela Federaminas
Renato Mohallem é homenageado pela Federaminas
Para fechar 2020 com chave de ouro, no último mês de dezembro o presidente da ACIP, Renato Mohallem Santiago, foi um dos homenageados da Federaminas..
Horário especial do comércio inicia dia 14 em Passos
Horário especial do comércio inicia dia 14 em Passos
Com as lojas abertas até 22h, de segunda à sexta-feira, o objetivo é atender a demanda de consumidores que deverão ir em busca dos presentes de Natal.
NATAL: ACIP vai sortear um automóvel 0Km
NATAL: ACIP vai sortear um automóvel 0Km
Este ano a ACIP irá sortear um automóvel 0km para os consumidores do comércio passense na campanha "Natal ACIP 2020 - o Natal da Esperança!"...
ACIP promove 1º debate entre os candidatos a prefeito
ACIP promove 1º debate entre os candidatos a prefeito
O debate vai acontecer no auditório da AMEG, com transmissão ao vivo pela Web TV Passos e pelo facebook da ACIP. Todos os candidatos foram convidados
Parceria Uniodonto e ACIP para você empreender sorrindo
Parceria Uniodonto e ACIP para você empreender sorrindo
Buscando sempre inovar e trazer melhorias para os empreendedores, a Uniodonto Passos e a ACIP se juntaram para levar à sua empresa muitos sorrisos...
BDMG reabre linha de crédito Pronampe
BDMG reabre linha de crédito Pronampe
Mas atenção, os recursos e prazos são limitados. Portanto não perca tempo e faça sua solicitação o mais rápido possível...
COVID-19: Acip, CDL e SindPass doam 10 mil máscaras ao município
COVID-19: Acip, CDL e SindPass doam 10 mil máscaras ao município
Foram adquiridas 10 mil máscaras, com recursos próprios, e doadas ao município para serem distribuídas e reforçar as medidas de combate à Covid-19...
ACIP e CDL firmam parceria com Sebrae para apoiarem empresas vulneráveis em Passos
ACIP e CDL firmam parceria com Sebrae para apoiarem empresas vulneráveis em Passos
O objetivo é oferecer gratuitamente estratégias para micro e pequenas empresas enfrentarem a crise gerada pela covid-19
Decisão da Câmara afeta comerciantes e comissionados
Decisão da Câmara afeta comerciantes e comissionados
Por 7 votos a 2, a Câmara Municipal de Passos rejeitou o projeto de lei do Executivo Passense que suspenderia os feriados municipais deste ano...
Dia das Mães ACIP - Sorteios pelo facebook
Dia das Mães ACIP - Sorteios pelo facebook
O objetivo é divulgar as lojas participantes e atrair olhares dos consumidores passenses para esta data tão importante ao nosso calendário comercial..
Prefeitura de Passos autoriza reabertura do comércio; com restrições
Prefeitura de Passos autoriza reabertura do comércio; com restrições
Após 22 de fechamento do comércio local, a Prefeitura Municipal de Passos decreta o retorno das atividades a partir do dia 13 de abril, com restrições
Comunicado ACIP - Envio de boletos
Comunicado ACIP - Envio de boletos
A partir de hoje estará sendo feita a entrega dos boletos referente à contribuição mensal estatuária e relativo aos planos de saúde e odontológicos...
© 2017 ACIPASSOS . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.